Acessibilidade
A+
A-
Contraste
Retornar acessibilidade

Escolas se preparam para mais uma edição do Orçamento Participativo Escolar

 

Publicado em: 17/05/2024 08:50

Whatsapp

 

Escolas se preparam para mais uma edição do Orçamento Participativo Escolar

Após o sucesso do Orçamento Participativo Escolar 2023 (OPE), as escolas e os Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis) de João Monlevade já estão se mobilizando para mais uma edição dessa importante iniciativa. A mobilização das instituições educacionais para o processo de seleção de delegados e identificação das necessidades específicas de cada unidade já está em pleno andamento.

Comissões formadas por educadores, estudantes e membros da comunidade escolar estão engajadas na elaboração de propostas criativas e construtivas, visando tornar as escolas ainda mais adaptadas às demandas dos alunos. Um exemplo notável desse engajamento é observado na Escola Municipal Louis Ensch, onde as crianças da educação infantil estão contribuindo ativamente com o processo, por meio de desenhos que identificam necessidades como melhorias na infraestrutura esportiva e nas áreas de recreação.

Além do envolvimento da comunidade escolar, a administração municipal já realizou o repasse financeiro para cada unidade participante do OPE. Um montante significativo de R$ 20.796,24 foi destinado a cada escola, acrescido de R$ 13 por aluno matriculado.

A coordenadora do OPE, Jordana Alvarenga, destaca a importância desse programa para o desenvolvimento educacional da cidade. "O Orçamento Participativo Escolar é uma oportunidade única para que as escolas, juntamente com a comunidade, direcionem recursos para as áreas que realmente necessitam de investimento, promovendo uma educação mais inclusiva e de qualidade”, endossou.

OPE

O Orçamento Participativo Escolar contempla todas as escolas municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis), abrangendo as crianças de 0 a 3 anos, numa iniciativa inédita, até os adolescentes do 9º ano. Na primeira edição do projeto, a administração municipal destinou cerca de R$ 419 mil que foram revertidos na compra de equipamentos escolares de acordo com as demandas específicas de cada instituição, desde reformas em quadras esportivas até a aquisição de material tecnológico e lúdico.