Gás Natural pode ser realidade em João Monlevade

 

Publicado em: 12/05/2022 16:05

Whatsapp

 

Gás Natural pode ser realidade em João Monlevade

Na última segunda-feira (9), uma comitiva formada pela administração municipal, o presidente da Câmara Municipal (Podemos), Gustavo Maciel, o vereador Bruno Cabeção (Avante), o deputado estadual Bartô (PL) e o empresário monlevadense Renato Magno, participou de uma reunião na Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig), em Belo Horizonte, com o objetivo de viabilizar a implantação de uma rede de distribuição de gás natural para João Monlevade.

No encontro, intermediado pelo vereador Bruno Cabeção, foi solicitada, ao presidente da Gasmig, Gilberto Moura, e ao diretor comercial da Gasmig, Henrique Dourado, a potencialização da Estação de Redução de Pressão do Gás, instalada no Distrito Industrial do município, que é distribuído na região, para que possa atender outros clientes da cidade.
Bruno Cabeção ressalta que essa ação será um diferencial competitivo para o município.

“É um passo fundamental para adicionar mais um benefício para os empreendedores da nossa cidade. Seguimos na busca para colocar o Distrito Industrial na rota do desenvolvimento econômico de Minas Gerais”, afirma o parlamentar, que destacou a união de forças entre o poder público e privado.

O Distrito Industrial fica no Sítio Largo, próximo ao trevo das BRs 381 e 262 e está recebendo um investimento da Prefeitura de aproximadamente R$1 milhão para a melhoria da infraestrutura.

Ações

O empresário Renato Magno explicou a importância e a necessidade do gás natural para a geração de emprego em João Monlevade. “Serão gerados novos postos de trabalho e acredito que o melhor programa social que podemos oferecer é a geração renda, através do emprego. Estamos dispostos, de mãos dadas com o poder público, trazer isso para a nossa cidade”, ressalta.

Gilberto Moura disse que a Gasmig vai enviar um técnico responsável para fazer o estudo de viabilidade e de impacto no Distrito Industrial. Além disso, será realizada uma análise de possíveis clientes do gás natural na cidade e a expectativa de consumo, para ser anexado ao processo.