Casos de Covid-19 em João Monlevade registram queda contínua desde setembro

 

Publicado em: 05/11/2021 09:18

Whatsapp

 

Casos de Covid-19 em João Monlevade registram queda contínua desde setembro

Em outubro foram registrados 136 casos, contra 1.257 em agosto

 

O número de casos registrados de Covid-19 vem caindo em João Monlevade desde setembro de 2021. Em outubro, o município registrou 136 casos, contra 666 em setembro e 1.257 em agosto. Ou seja, de agosto para setembro houve uma diminuição de 47%, enquanto de setembro para outubro a queda foi de 79,5%. Se comparados os casos registrados em outubro com os de agosto, a queda é ainda maior, 89,1%.

A secretária municipal de Saúde, Raquel de Souza Paiva Drumond, considerou que a diminuição se deve a diversos fatores, mas principalmente à vacinação e aos cuidados sanitários individuais e coletivos da população. “Não resta dúvida de que a vacinação é um dos principais fatores. Em abril, quando uma pequena parcela da população foi vacinada, estávamos sem vagas no hospital e classificados na Onda Roxa do Minas Consciente”, argumentou.

Raquel Drumond ressaltou que, atualmente, o município apresenta melhoras em diversos índices relacionados à Covid-19 e a diminuição sintetiza essa melhora. “A procura pela Central Covid e o número de casos encaminhados de lá para o Hospital Margarida também diminuiu drasticamente”, pontuou a secretária ao se referir aos números do setor de Covid-19 do hospital, que tem apenas uma pessoa de João Monlevade internada.

A secretária também destacou a dedicação dos profissionais da Secretaria de Saúde, em especial da Central Covid. “O serviço na central exigiu muito das equipes que trabalharam no local. Eles realmente abraçaram o serviço, com muita dedicação. Durante todo esse período eles lutaram muito”, afirmou.

Segunda dose é fundamental

Para a coordenadora da Vigilância em Saúde (Visa) de João Monlevade, Viviane Ambrósio, a diminuição dos casos também está relacionada à vacinação. “É um reflexo da campanha de imunização. Na última semana de outubro tivemos menos de um caso por dia.” destacou.

A coordenadora da Visa também reforçou que a segunda dose e, quando disponível, a terceira, são fundamentais para que os casos continuem em queda. Atualmente, em João Monlevade, foi aplicada a primeira dose em 82,2% da população vacinável. Já 68,2% da população recebeu a segunda dose do imunizante.

Outra importante observação feita por Viviane Ambrósio é a manutenção do isolamento dos pacientes que foram infectados. “As pessoas devem cumprir o isolamento adequado, principalmente nos casos positivos e sintomáticos, porque isso é o que faz diminuir a transmissão do vírus”, concluiu.