Equipe do Creas recebe capacitação sobre o Frida

 

Publicado em: 16/09/2022 11:06

Whatsapp

 

 

O formulário é uma ferramenta que possibilita a prevenção à violência contra a mulher e ao feminicídio.

Na última quarta-feira (14), a equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social  (Creas) recebeu capacitação sobre a aplicação do Formulário Nacional de Risco (Frida). O instrumento foi criado no âmbito do programa Diálogos Setoriais: União Europeia-Brasil, para prevenir e enfrentar crimes praticados no contexto de violência doméstica e familiar contra a mulher.

A coordenadora do Creas, Tatiana Meireles,realizou o treinamento com as assistentes sociais e psicólogas do Centro de Referência. Ela explica que a aplicação do Frida é muito importante para a avaliação do risco que a mulher se encontra. “Ele permite avaliar se o risco à saúde corporal ou feminicídio é baixo, médio ou elevado. Por meio dessa classificação é possível realizar encaminhamentos adequados e prevenir outras violências mais graves, que podem acarretar no feminicídio”, garante a coordenadora.

Ela explica que o Creas oferece apoio, orientação e acompanhamento para a superação das situações de violência por meio da promoção de direitos, da preservação e do fortalecimento das relações familiares e sociais por meio do acompanhamento psicossocial individual e em grupo e orientações sociojurídicas.

A assistente socia Leilane Caroline de Freitas participou do treinamento e disse que foi extremamente importante para a sua atuação profissional no Creas no que se refere ao atendimento e acompanhamento das mulheres vítimas de violência. “O Formulário pode embasar o Sistema de Justiça a aplicar as medidas protetivas mais pertinentes a cada situação, além de proporcionar uma proteção mais urgente quando for o caso”, explica.  A psicóloga Gisele da Fonseca também participou do treinamento. “A capacitação foi de grande importância para a prática profissional e irá contribuir muito para a avaliação dos riscos das mulheres vítimas de violência”, destaca.

Casos  -De acordo com a coordenadora do Creas, em 2021 foram encaminhados ao Centro,por órgãos que compõem a rede intersetorial (Saúde,Educação, Ministério Público, etc), 42 casos de violência contra a mulher no município.  No entanto, somente de janeiro a agosto de 2022, os dados ultrapassaram todo o ano anterior, chegando a 50 casos.

Tatiana explica que as mulheres vítimas de violência doméstica devem procurar a Delegacia Especializada de Crimes Contra a Mulher para realizarem o boletim de ocorrência (BO) e formalizarem o pedido das medidas protetivas.Os casos de violência podem ser denunciados por qualquer pessoa para o número 180 (Centro de Atendimento à Mulher) ou 190 (Polícia Militar). A ligação é gratuita e o anonimato é garantido.

Onde fica - O Creas está localizado na rua Kennedy, nº 110,  bairro Nossa Senhora da Conceição. O telefone de contato é 3859-2579 ou pelo WhatsApp  99449-0049.