Perguntas e respostas vacinação

 

Publicado em: 02/02/2021 17:20

Whatsapp

 

Dúvidas frequentes

1 – Quantas doses de vacinas João Monlevade já recebeu?
Até o momento 3.259 doses foram entregues em João Monlevade. Deste total, 920 são doses de reforço. 

2- Quando João Monlevade recebeu as vacinas?
No dia 19 de janeiro João Monlevade 800 doses da Coronavac para aplicação.

No dia 21 de janeiro mais 120 doses da Coronavac foram redirecionadas para João Monlevade porque o município recebeu menos doses do que o previsto, totalizando 920 doses no primeiro lote.

No dia 1º de fevereiro João Monlevade recebeu mais 920 doses de Coronavac, que estavam armazenadas na Gerência Regional de Saúde (GRS). Estas são doses de reforço, para quem recebeu as doses enviadas no dia 19.

Também foram enviadas para a cidade no dia 1º de fevereiro, mais 489 doses de Coronavac para a primeira aplicação.

No dia 1º de fevereiro o município recebeu 930 doses da vacina Astrazeneca (Covishield). Todas para a primeira aplicação.

3- Quando começou a vacinação?
A vacinação começou em todo o estado de Minas Gerais no dia 20 de Janeiro. No dia 19 João Monlevade fez a abertura simbólica vacinação, vacinando duas trabalhadoras da linha de frente de combate a Covid-19: uma técnica em enfermagem do Hospital Margarida e uma médica servidora pública do Município, que trabalha no Centro de Referência de Covid.

4 – Será divulgada a lista de vacinados?
A legislação federal proíbe a divulgação de lista de vacinados.
A privacidade e confidencialidade da lista é garantida pela Lei 13.907 de agosto de 2018 que dispõe sobre a proteção de dados pessoais.

De acordo com o plano de vacinação do Ministério da Saúde os dados individualizados e identificados estarão disponíveis somente para os profissionais da saúde devidamente credenciados e com senhas, resguardando toda a privacidade e confidencialidade das informações, para acompanhamento da situação vacinal no estabelecimento de saúde.

Atendendo ao Plano de Vacinação Nacional contra a Covid-19, trabalhadores da Saúde de cerca de 25 instituições de João Monlevade foram vacinados, sendo que estas instituições são as responsáveis pela relação dos seus profissionais imunizados.

5 - Quem pode ser vacinado na primeira fase?

Conforme o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, o público alvo da atual etapa de vacinação são os trabalhadores da saúde; pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência; pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, que vivem em residências inclusivas e população indígena vivendo em terras indígenas.

Diante das doses disponíveis para distribuição inicial, o Ministério da Saúde determinou que a vacinação entre os trabalhadores da saúde ocorra com uma ordem de prioridade:

- Equipes de vacinação que estiverem envolvidas na aplicação das vacinas;
- Trabalhadores das instituições de longa permanência de idosos e de residências inclusivas para jovens e adultos com deficiência;
- Trabalhadores dos serviços de saúde públicos e privados, tanto da urgência quanto da atenção básica, envolvidos diretamente na atenção/referência para os casos suspeitos e confirmados de Covid-19 e demais trabalhadores de saúde.

Cabe esclarecer que TODOS os trabalhadores da saúde serão vacinados. Entretanto a ampliação da cobertura desse público será gradativa, conforme disponibilidade de vacinas.

Trabalhadores dos serviços de saúde são todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles unidade básicas de saúde (UBS), hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais. 

Desta maneira, compreende tanto os profissionais da saúde – médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares – quanto os trabalhadores de apoio, como recepcionistas, seguranças, pessoal da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias e outros, ou seja, aqueles que trabalham nos serviços de saúde, mas que não estão prestando serviços direto de assistência à saúde das pessoas.

A vacina também será ofertada para acadêmicos em saúde e estudantes da área técnica em saúde em estágio Hospitalar, Atenção Primária e Clínicas, aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares como os cuidadores de idosos e doulas/parteiras, bem como funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados.

6- Quais grupos serão vacinados nas próximas etapas?

O Ministério da Saúde ainda não informou quais serão os grupos a serem vacinados nas próximas etapas, mas definiu no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, os seguintes grupos como prioritários:

- trabalhadores da saúde
- pessoas com 60 anos ou mais 
- povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas
- indivíduos com comorbidades
- pessoas com deficiência permanente severa
- forças de segurança e salvamento 
- funcionários do sistema de privação de liberdade
- população privada de liberdade
- pessoas em situação de rua
- trabalhadores da educação 
- forças armadas
- trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário
- trabalhadores de transporte aéreo
- trabalhadores do transporte aquaviário 
- caminhoneiros
- trabalhadores portuários
- trabalhadores industriais

7- Quais os documentos necessários para a vacinação

Para que o Ministério da Saúde possa controlar a aplicação das doses em todos os brasileiros e brasileiras, é necessário apresentar o CPF ou o Cartão Nacional de Saúde (CNS), conhecido como Cartão do SUS.

8 – Divulgação do número de vacinados

Para a análise do desempenho da Campanha, informações de doses aplicadas e coberturas vacinais estão disponibilizadas aos gestores, profissionais de saúde e para a sociedade por meio do Painel de Visualização (Vacinômetro) e poderá ser acessado pelo link: https://localizasus.saude.gov.br/

Dados da vacinação em Minas Gerais com as informações das doses aplicadas no estado podem ser consultadas através do link 
https://coronavirus.saude.mg.gov.br/vacinometro

Em João Monlevade, o Município publicará os dados sobre a vacinação com o seu Vacinômetro através das redes sociais da Prefeitura e no seu próprio site http://pmjm.mg.gov.br/

9- Quais vacinas estão em utilização na campanha de vacinação para Covid-19?

O Ministério da Saúde está utilizando duas vacinas no momento: a Coronavac e a Covishield. A Coronavac foi desenvolvida pelo laboratório Sinovac, e no Brasil será produzida pelo Instituto Butantã. A Covishield foi desenvolvida pela empresa farmacêutica Astrazeneca e será produzida pelo Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz) no país.

Das 3.259 doses que chegaram a João Monlevade, 930 são vacinas Covishield e 2.329 restantes são Coronavac. As duas vacinas exigem duas doses para imunização.